Portugues English Spanish Italian Deutsch French
 
GUIA CIDADE
O LUGAR
SERVIÇOS
O SITE
  Oferecimento
notícias » Setur elenca obras prioritárias
23/01/2008 por:  Jericoacoara Turismo

Investir em infra-estrutura é a prioridade da Secretaria de Turismo (Setur) do Estado para fortalecer o turismo no Ceará, em 2008. Entre as ações, captar recursos junto ao Governo Federal, viabilizar projetos privados, como Aquiraz Resort, Villa Galé e Confide, viabilizar a participação no Prodetur Nacional e implementar o Finactur (Financiamento ao Acionista para o Turismo). Com recursos iniciais da ordem de R$ 45 milhões, o Finactur tem por objetivo estimular a construção e reforma de estabelecimentos de pequeno e médio porte.

Para cumprir os projetos de infra-estrutura, já estão assegurados R$ 632 milhões, provenientes, do governo federal, com contrapartida do Estado, Tesouro e Prodetur. Mas no orçamento estadual constam ainda R$ 18 milhões destinados para promoção e marketing e R$ 11,4 milhões, que serão utilizados em capacitação, o que totaliza R$ 630 milhões. Além desses recursos, há uma sinalização de liberação de R$ 90 milhões do Prodetur Nacional para o Ceará, assegurados pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Os recursos serão aplicados no litoral leste, Baturité e Ibiapaba.

Os planos da Setur vão ao encontro do combate às deficiências apontadas pelos turistas em reportagem do Diário do Nordeste, no último domingo.

Segundo o secretário Bismarck Maia, ´o mundo está cada vez menor, por isso temos que nos qualificar, investir em novos produtos e serviços, em capacitação, melhorar a infra-estrutura pública existente´.

Neste contexto, ele citou os projetos estruturantes capazes de consolidar o Ceará como destino de negócios, feiras e eventos. Para 2008, as prioridades serão a construção do Parque de Feiras; o aeroporto de Aracati e a infra-estrutura no entorno da cidade, que envolve, por exemplo, saneamento básico e urbano; a estrada Granja-Viçosa; e a urbanização da Beira Mar. ´Não basta promover e divulgar destinos, é fundamental criar e diversificar produtos em todo o Estado, captar equipamentos turísticos´, destacou o secretário.

Nos planos da Setur para 2008, quatro pólos turísticos foram apontados como estruturantes: Canoa Quebrada, Fortaleza, Jericoacoara e o Cariri.

Fluxo de turistas

O balanço da movimentação de turistas no Ceará ainda não está fechado, segundo Maia. Até o fim do mês, a Setur deve divulgar o resultado consolidado. ´Muita gente viajou no ano passado. Algumas classes sociais tiveram acesso ao mercado turístico´.

PORTÃO AÉREO

Três novas rotas internacionais no CE

O Ceará contará com três novas rotas aéreas internacionais, a serem operacionalizadas pela TACV, Delta Airlines e Air Comet, conforme antecipou com exclusividade o Diário do Nordeste. Com isso, a Setur pretende firmar Fortaleza como portão de entrada e saída do País.

No próximo dia 31, durante a Fitur (Feira Internacional de Turismo da Espanha), será lançado oficialmente o vôo Madrid/Fortaleza/Madrid, da companhia aérea espanhola Air Comet. A nova rota é regular e terá início no dia 15 de março.

A partir de novembro, iniciam pela TACV vôos saindo de Fortaleza para Moscou, Roma, Zurique, Lisboa, Paris, Varsóvia e Porto. As operações da Delta (Fortaleza-EUA) estão asseguradas, dependendo de autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

PARQUE DE FEIRAS

Edital de licitação previsto ainda para o 1º semestre

O Parque de Feiras, pavilhão de eventos a ser localizado na Av. Washington Soares (entre o Shopping Salinas e o atual Centro de Convenções), no bairro Edson Queiroz, está entre os projetos prioritários do governo estadual para este ano. Em processo de desapropriação, a expectativa é a de que ao longo do primeiro semestre seja publicado o edital de licitação. ´O segmento de negócios é o mais forte do mercado turístico, daí a necessidade de implantarmos esse equipamento´, salienta Bismarck Maia. Fonte ligada ao setor informou que o valor da desapropriação deve girar em torno de R$ 30 milhões. No entanto, segundo o secretário de Turismo, ´não há como prever a quantia a ser paga aos proprietários das nove áreas que serão desapossadas´.

´Estamos negociando, mas já avançamos´, assinala. Para justificar a urgência do empreendimento, Maia mencionou que o Ceará dispõe da quarta planta de exposições do Nordeste, mas quer ser a terceira do Brasil, adiantou. Informou que a Setur iniciou pesquisa em três amostras, visando identificar o turista informal. ´Com o trabalho teremos uma percepção diferente das anteriores, que focavam apenas os dados da rede hoteleira´.

ORÇAMENTO NACIONAL

Impacto no setor com fim da CPMF

O fim da CPMF deve gerar impacto negativo também no orçamento do turismo nacional. Segundo José Augusto Falcão, diretor do Departamento de Planejamento e Avaliação do Turismo do Mtur (Ministério do Turismo), há uma expectativa de recursos da ordem de R$ 6 bilhões, mas o setor já pode contar com pelo menos R$ 500 milhões. O Mtur aposta nas emendas de bancada para elevar a dotação orçamentária. Até fim de fevereiro, os valores estarão definidos.

Segundo ele, em 2007, as cifras orçadas chegaram a R$ 1,8 bilhão, das quais R$ 1,4 bilhão foi referente a emendas parlamentares. Os resultados das 80 principais empresas do segmento apontam para elevação de 27% frente a 2006.

Falcão lembrou que o PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) prevê investimentos da ordem de R$ 504 bilhões até 2010, sendo R$ 6 bilhões destinados exclusivamente a ampliar e modernizar os 20 maiores aeroportos do País e quatro terminais de carga. ´Com esse aporte de recursos vamos ampliar a capacidades desses aeroportos, garantindo que possamos receber mais de 40 milhões de desembarques anuais´, destacou.

Entre as metas do Mtur para o País, quatro foram destacadas: promover a realização de 217 milhões de viagens no mercado interno; criar 1,7 milhão de novos empregos e ocupações; estruturar 65 destinos turísticos com padrão de qualidade internacional; e gerar U 7,7 bilhões em divisas.

Falcão citou que entre os 65 destinos turísticos a serem estruturadas, cinco estão no Ceará. São Fortaleza, Aracati, Canoa Quebrada, Jijoca e Nova Olinda. ´O Ceará está bem, tem crescido muito e potencializado suas ações visando um desenvolvimento sustentável do turismo´. ´Essas áreas serão qualificadas até 2010´.

Fonte: Diario do Nordeste
Isildene Muniz
Repórter


//

301 Moved Permanently


nginx/1.4.6 (Ubuntu)
" target="_blank">

voltar

Oferecimento












jericoacoaraturismo.com.br
Guia de Turismo e Lazer de Jericoacoara
© Jericoacoara Turismo 2007 - 2017 Todos os Direitos Reservados
info@jericoacoaraturismo.com.br | comercial@jericoacoaraturismo.com.br
Hospedado por: Solus Host